DEFENSORES PÚBLICOS DE 25 ESTADOS EM ARACAJU

Os defensores públicos gerais de 25 estados do país irão participar da III Reunião Ordinária do Fórum do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais – CONDEGE nesta sexta-feira, 4, às 8 horas, no Palácio Museu Olímpio Campos, situado na Praça Olímpio Campos, Bairro Centro.

O evento – que será realizado pela Defensoria Pública do Estado de Sergipe – tratará de temas como a contratação da Casa da Moeda para expedição da carteira do Defensor Público, propostas da Secretaria de Reforma do Judiciário, desdobramento do Acordo de Cooperação Técnica com o BNDES, entre outros assuntos de extrema importância para a sociedade.

Além de diversas autoridades do estado, estarão participando da reunião representantes do Conselho Nacional de Segurança Pública – CONASP, do BNDES, da Casa da Moeda e o secretário de Reforma do Judiciário, Flávio Crocce Caetano. 

ENTREVISTADOS DO PROGRAMA LED TV

Clique no canal LED TV, ao lado, e assista às entrevistas que fiz com Adriana Hagenbeck, proprietária do Café da Gente, anexo do Museu da Gente Sergipana, e o cantor Pantera.

Adriana fala dos projetos artísticos da casa, do cardápio que recebeu e oferece a sociedade sergipana o Cachorro-Quente de Seu João, famoso do Parque Teófilo Dantas, e muito mais.

Veja também o programa que entrevisto o cantor Pantera, inesquecível da geração anos 80, no antigo Bar do China, Teimonde... Ele fala de seu disco novo e muito mais.

Assistam e comentem as entrevistas.

CONVERSA DE PADRES CICLISTAS

Numa cidade do interior de Minas Gerais dois padres costumavam se cruzar de bicicleta na estrada todos os domingos, quando iam rezar a missa nas suas respectivas paróquias.
Mas certo dia, um deles estava apeado. Surpreso, o outro padre parou e perguntou:
- Uai, ondéquetá a sua bicicleta, Padre Waguinho
- Foi roubada! - responde o outro padre - creio que no pátio da igreja.
- Mas que absurdo! - exclamou o ainda ciclista Padre Marcos.
- Eu tenho umideia pra saber quem foi: na hora do sermão, cite os 10 mandamentos. Quando chegar no

HOSPITAIS DE SERGIPE SEM SEGURANÇA

Sergipe mais uma vez aparece nos telejornais nacionais de forma negativa: Chacina no HUSE – Hospital de Urgências Governador João Alves Filho. 

Conversando com um profissional de enfermagem perguntei como isto é possível acontecer, entrar um policial no HUSE e sair matando as pessoas. Ele me disse que qualquer pessoa de jaleco branco e farda de policial tem entrada franqueada nos hospitais. Os de jaleco branco passam-se por médicos e enfermeiros e os policiais são “autoridades”.

Nenhum atendente ou recepcionista barra esse pessoal, não pedem identificação. É por estas e outras que até presidiário famoso hospitalizado já fugiu de hospital em Sergipe.

 

 

A DOIDA E O DOIDO

No corredor do manicômio, uma doida se diverte com sua cadeira de rodas. Anda de um lado pro outro, imitando o barulho de um carro de corrida. De repente, sai um louco de um quarto, olha para ela e diz: 

- Desculpe-me, mas a senhora estava circulando acima do limite de velocidade. Posso ver sua carteira de habilitação? 

A doida procura nos bolsos da sua bata e tira um vale transporte usado. O louco examina o documento, devolve, e, depois de adverti-la sobre os perigos do excesso de velocidade, a libera. 

A doida segue em frente nas suas 500 milhas de Indianápolis e, ao passar pelo quarto do mesmo louco, ele a detém novamente e diz: